Semana nacional de Ciência e Tecnologia.

De 17 a 20 de outubro de 2018, estará acontecendo a VI Semana Nacional de Ciência e Tecnologia em Nova Friburgo!

A cerimônia de abertura da SNCT 2018, a ser realizada na próxima terça, 16/10, às 18:30, no Teatro Municipal de Nova Friburgo.

b287bab9-8214-4617-8cf6-b7f00cce5f7c

Será uma semana cheia de atividades, como: A caravana da Ciência, Etarserra, e diversas  outras atividades que irão contribuir para a construção de conhecimento de todos os participantes.

8fe0333e-7c98-4400-a5e0-5a410b44f9cf

A seguir, está  o link que contém a programação completa: https://1drv.ms/f/s!AkjvpDppjXL_vTclM33U_D9ZJD1S

Anúncios
| Deixe um comentário

Semana da Biologia

Entre os dias 9 a 13 de outubro de 2018 acontecerá a Semana da Biologia, no Polo CEDERJ de Nova Friburgo.  Será repleta de atividades que enriquecerão o nosso saber.

Segue o cartaz da programação, com mais informações:

e35290d8-c3f2-43e7-a3f2-10f17c54fd30

PARTICIPE! Sua presença é fundamental.

| Deixe um comentário

Curso de Pós-Graduação Lato Sensu: Especialização em Educação Tecnológica

As inscrições referentes ao Edital COLAT Nº 03/2018 estão sendo prorrogadas para o dia 26/10/2018. A Comissão de Seleção representada por seu presidente, professor Leydervan de Souza Xavier, divulga o novo cronograma do processo seletivo.

educação a distancia-01-01 (2)

Para maiores informações acesse o edital: COLAT_edital_03-2018_edutec_prorrogacao

| Deixe um comentário

Curso sobre técnica de pesquisa em Geografia.

 

No último sábado, dia 29 de setembro de 2018, ocorreu no Polo EAD de Nova Friburgo, um minicurso sobre técnicas de pesquisa, voltado para os estudantes do curso de Licenciatura em Geografia. O minicurso foi dado pela profª Juliana Romeiro, que abordou os principais pontos para desenvolver uma monografia na área de Geografia.

IMG_20180929_093909415

Foto 1: Profª Juliana Romeiro, ministrando o curso “Técnicas de pesquisa em Geografia”. Créditos: Carolina Maciel Mattos.

Segundo a profa Juliana, primeiramente deve-se definir um tema. O conhecimento geográfico envolve uma pluralidade de assuntos, mas é desejável que se faça uma reflexão sobre um problema social. A pesquisa deve ser construída em cima de uma problemática, e devem ser definidos os recortes temáticos, espacial e temporal. Deve-se assim, definir objetivos, e é importante verificar se estes apresentam interesse para a comunidade científica e se sua análise poderá apontar perspectivas relevantes ao interesse social. Após a institucionalização dessas etapas, é preciso desenvolver uma metodologia, que pode ser avaliativa, de registros, pesquisa de campo, estudo de caso, etc. Toda essa junção de etapas resultará em resultados e em uma conclusão.

IMG_20180929_093921626

Foto 2: Alunos de Geografia, que participaram do curso. Créditos: Carolina Maciel Mattos.

De forma resumida, os elementos fundamentais ao trabalho de pesquisa são:

  • A análise de pesquisas correlatas já realizadas, ou seja, a revisão bibliográfica;
  • Buscar referencial teórico dentro da segmentação da ciência Geográfica;
  • A comparação com idéias de diferentes autores;
  • A definição de uma linha teórica que sirva como norteadora da pesquisa;
  • A busca de informações em fontes distintas;
  • A comparação de informações.
  • Fazer pesquisa em fontes confiáveis.

O curso foi extremamente enriquecedor, e possibilitou sanar muitas dúvidas recorrentes sobre um projeto de pesquisa em Geografia.

IMG_20180929_113145319_BURST001

Foto 4: Alunos que participaram do curso, juntamente com a profª Juliana Romeiro. Créditos: Carolina Maciel Mattos.

| Deixe um comentário

Divulgação – Debate Docência e Liberdade – SBENBIO ABRAPEC OAB

A Diretoria da SBenBio Regional 2 RJ/ES tem a satisfação em convidar toda a comunidade científica de Ciências e Biologia a participar do debate sobre Docência e Liberdade: O que os professores de Ciências e Biologia têm a dizer sobre a ofensiva ultraconservadora? que será realizado no dia 5 de outubro na OAB/RJ situado na Rua Mal. Câmara 150 / 9º Andar, Centro, Rio de Janeiro, RJ.

unnamed

unnamed

| Deixe um comentário

UERJ SEM MUROS.

Na semana de 24 a 28 de setembro ocorreu a 28ª UERJ Sem Muros, que celebrou 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e os 100 anos de Nelson Mandela. Os bolsistas do Polo EAD de Nova Friburgo também participaram do evento:

  • No dia 26/09, quarta-feira, às 14 horas, a bolsista de Iniciação científica (IC), Carla Luiza, apresentou na SEMIC o trabalho intitulado: “Mapeando  os cursos de licenciatura semipresenciais da UERJ e suas redes”.

    IMG-20180926-WA0012

    Foto 1: Aluna Carla Luiza, apresentando o seu trabalho. Créditos: Carla Luiza.

  • No dia 27/09, quinta-feira, às 9 horas, os bolsistas de Estágio Interno Complementar (EIC) Carolina Maciel e Tatiana de Araujo e de Iniciação à Docência (ID) Hugo Silva, apresentaram na Semana de Graduação seus trabalhos:
IMG_20180927_105809151

Foto 2: Aluna Carolina Maciel Mattos, apresentando o seu trabalho “O Blog do Polo EAD de Nova Friburgo: Resultados e desafios.” Créditos: Hugo Silva.

IMG_20180927_103506536

Foto 3: Aluna Tatiana de Araujo, apresentando o seu trabalho “A evasão na Educação a Distância estudo de caso nos cursos semipresenciais da UERJ no polo EAD Nova Friburgo”. Créditos: Carolina Maciel Mattos.

IMG_20180927_105447195

Foto 4: Aluno Hugo Silva, apresentando o seu trabalho “Experimentos e aulas lúdicas: ampliando a motivação no ensino – aprendizagem de ciências”. Créditos: Carolina Maciel Mattos.

  • Na Mostra de Extensão as bolsistas Clarisse Lugon e Renata da Costa apresentaram, no dia 25/09, às 10 horas, o trabalho desenvolvido no Projeto.
IMG_20180927_115115441

Foto 5: Alunas Clarisse Lugon e Renata da Costa, apresentando o trabalho “Ciência e cultura também são feitas a distância”. Créditos: Carolina Maciel Mattos

Todos os trabalhos foram avaliados, e assim puderam apresentar à sociedade a produção acadêmica realizada nas diversas áreas de conhecimento, envolvendo ensino, pesquisa, extensão e cultura. Foi uma experiencia extremamente enriquecedora!

IMG_20180927_115047020

Foto 6: Alunos do Polo EAD de Nova Friburgo, que participaram da 28ª UERJ Sem Muros, juntamente com Fátima Kzam. Créditos: Carolina Maciel Mattos.

 

| Deixe um comentário

V Polo Poético

O Polo EaD de Nova Friburgo, por meio da coordenação do curso de Licenciatura em Letras, está organizando o V Concurso de Poesias Polo Poético.

Dos poemas enviados, 9 foram selecionados para participarem da grande final do dia 29 de setembro, na V Jornada de Letras, quando serão definidos os vencedores dos prêmios.

Os textos para a votação estão dispostos a seguir. A votação deve ser feita na enquete ao final da página até às 23h55min do dia 28 de setembro

          _____________________

                   

A metafísica da fala

Pseudônimo:  homem ficcional

 

Ouça o ruído:

É o universo que se articula

Na caixa acústica

Da boca.

 

Boca a boca

A linguagem fazendo

E desfazendo

A metafísica da língua

Que fala.

 

E que diz-que-me diz

Ou o que pode essa língua

Que fala

Que fala

Que fala sucessivamente…?

 

A que digo: basta!

Já estou farto

De tanta falácia.

 

A palavra

Já por demais

Anda gasta

 

E se arrasta

precária

Pelas ruas da cidade

Decrépita

Na linguagem farta.

 

Lá vai ela, a palavra,

Sendo cuspida e descartada

Pela boca desesperada.

 

Basta!

Chega de tanta palhaçada

De tanta palafita

De tanta palavra aflita

 

Que a palavra

É coisa séria

Na voz da poesia.

 

          _____________________

 

Nesta língua pode?

Pseudônimo: Soneto

 

Sim, pode,

Não desacredite!

Pode cantar,

Pintar e bordar.

 

Como Guimarães Rosa,

Inventar palavras,

Escrever poemas em prosa,

Pelo sertão enveredar.

 

Carregar água na peneira,

Tirar pedra do caminho,

Matar saudade da Amélia.

 

Ainda há dúvida se pode?

Estude poética!

É minha réplica.

 

         _____________________ 

 

 

Esta língua 

Pseudônimo: Fernando Peçonha

 

 

Esta língua carnuda e lasciva,

feitora de maravilhas aos borbotões

na alcova de portentosas labaredas,

língua que te faz suar em cachoeiras,

sussurrar e urrar alternadamente

e que te leva a contorceres o corpo

com as mechas negras do meu conforto

feito uma saracoteante anaconda da lubricidade

(como ela mesma o é!)

é capaz de nos levar ao paraíso…

 

Mas esta língua tão generosa

é também uma língua ferina

que chicoteia a alma alheia

com espinhos peçonhentos e multifarpados,

levando palavras pecaminosas

que jamais retrocedem

que jamais se deixam olvidar

na mesma alma alheia agora marcada

com o ferro em brasa da frieza,

um paradoxo compreensível

a todos os já atingidos

pelas balas perdidas linguísticas!

Palavras que entram arrombando os tímpanos alheios!

Aríetes da perversidade e mesmo da blasfêmia!

Instrumentos contundentes e cínicos

que inspiraram Sade e Maquiavel,

que puseram um cão pulguento inteiro

atrás das orelhas de John Locke!

 

Esta língua encharcada de saliva

como qualquer outra língua pulsante,

esponjosa, latejante, vívida

escarra outra língua aos zéfiros:

uma língua portuguesa com certeza?

Uma língua brasileira e tão braseira!

 

 

         _____________________

 

 

Minha Língua Latina

Pseudônimo: Vere Flos

 

É latina sim

Com muito orgulho

Com muito amor

É língua que fala de mim.

 

Beleza latina

Leveza latina

Intensidade latina

Liberdade latina

 

Palavras!

Palavras que vem da Flor

A última Flor do Lácio

Português, amor.

 

Língua que tem e não tem

Língua em que cabe e não cabe

Língua que pode muito mais do que você imagina

Língua que pode muito menos do que você gostaria.

 

É Português sim

Com muito orgulho

Com muito amor

É Língua que fala e não fala de mim.

         ____________________

 

 Lacunas II

Pseudônimo: Gregório Sonso

 

Clara mente
Pele alva
Longos pelos
Frio sentes

Belos zelos
Foguear
Aguda mentes
Chamas ar

Tu vinhas
In vino veritas
Lá te procurei

Em Paraty
Em ti
Parei

 

         _____________________

 

 

Gosto do poder da língua

Pseudônimo: Sorriso

 

Gosto do poder da língua

Gosto dessa língua que destrava pensamentos,

que move conceitos,

que desperta mudanças!

Gosto da língua universal

Gosto dessa língua

que absolve o bem,

que deleta o mal!

Gosto do medo de alguns…

de que a língua vire força

na boca dos antes calados…

Gosto de acreditar que a língua

possa operar mudanças

possa fazer tempestades

virarem bonanças!

Gosto do gosto da língua

sendo só língua de prazer!

Prazer em ser, em sentir,

em querer, em satisfazer!

Minha,

tua,

nossa

língua!

 

         _____________________

 

 

O que pode essa língua?

Pseudônimo: Lua em peixes

 

Essa língua tem muitas “ites”

E precisa de muitos “istas”

Para ósteo, neuro, arterial…

A dor física é a concretude da subjetividade

Que a palavra não expressa.

Mas se é “coisa” autoimune,

A culpa toda é só sua!

Sua bússola desorientada não navega com precisão.

Vá então ouvir as estrelas,

Vá ler seu mapa astral!

Porque oração de Lua cheia não tem sujeito nem verbo.

Tem a língua da Mãe terra,

A língua dos Orixás!

 

Há tanta ancestralidade nessa língua,

Tanto Portugal, tanta África,

Tanto tambor, tanta dança,

Tanto índio nas placas dos nomes das ruas…

 

Essa língua é uma progressão geométrica,

Uma probabilidade infinita!

Não está presa na gramática

Nem nas bancas da academia.

 

Essa língua anda solta por aí, pelas praças,

No desafio de um Cordel reinventado

Nas rimas da quebrada,

A esgueirar-se pelos becos mais desbocados,

Pelos guetos, pelas veredas…

 

 

E se essa língua, para falar de menino

Tem – “adolescente” e “menor” –

Pode crer que a diferença está na pele, na cor.

 

Chamar extermínio de “Pacificação”

Não é ressignificar, é subverter a lógica!

 

Essa mesma língua que lambe o mel da minha libido,

Cospe do ódio o fel, que escorre nas pedras onde piso.

 

É um “currupaco-papaco”,

Um bate-estaca,

Uma roda-vida,

Um corre-corre…

 

Essa língua que tem hífen, e que não tem,

Tem regras, tem liberdade.

Abraça neologismos, dialetos, silêncios…

Tem unidade e idiossincrasias…

 

Essa língua tem o paradoxo da utopia

Sempre sempre além-mar

E em seu passado fantasioso de glória,

A de ser no mundo a única a ter a palavra Saudade.

 

         _____________________

 

Mesmo diante de outros amores

Pseudônimo: Anjo Azul Marinho

 

Por mais belas que se apresentem

Ainda assim tu és para mim

A que me acompanha desde pequeno

Desde lá quando ainda era o latim

 

Maravilhosa e capaz todos os dias

Faz mais, sempre mais…

Até os de fora já são de casa

Chegando e ajuntando essa história

Fazendo mais uma vez por esta hora

 

Quantas alegrias queremos contar?

Sem nem poder pensar em te deixar

Seria covardia deixar-te sem ter essa alegria

Ao deitar e ao levantar sempre estará lá

De prontidão para nos ajudar a falar

 

Nossos orgulhos e nossas vergonhas

Nossos desejos e nossas paixões

Tudo passa por ti, tudo é parte de ti.

Fazemos o melhor que podemos

Para não deixar de te cumprir

 

Assim vamos te servir, agora e aqui

Vou ser para ti o que és para mim

Ser, querer, fazer, viver, nascer, morrer,

Bater, adormecer, acontecer, amanhecer,

Chover, entardecer, agradecer, escolher.

 

O que imaginamos e o que concretizamos

Somos assim o que falamos

Somos assim o que agimos

Somos assim o que aprendemos

Somos o amor, somos a vida, somos a língua!

 

         _____________________

 

 

No início vivo e forte

Pseudônimo: Fontinhas

 

No início vivo e forte,

Mais um pouco, já tenho o fruto.

Em seguida tudo envelhece, seca e cai.

Passo por essas mudanças,

Sabendo que no final,

Tudo que caiu renascerá,

Mais belo, mais forte,

E pronto para quando a primavera chegar.

         _____________________

| Deixe um comentário

Curso sobre “Técnica de pesquisa em Geografia”

Visando o fornecimento de informações sobre a prática de produção do conhecimento científico, estaremos realizando o curso: “Técnica de pesquisa em Geografia”, que será voltado para os estudantes da área.

LOCAL: Polo Nova Friburgo

DATA: 29/09/2018

HORÁRIO: 09:00 horas

Para maiores informações acesse o cartaz de divulgação!

TÉCNICA DE PESQUISA EM GEOGRAFIA

 

| Deixe um comentário

V JORNADA DE LETRAS

A Jornada de Letras do curso de licenciatura em letras da UFF – Polo Cederj – UAB de Nova Friburgo é um evento anual que se reúne em torno dos estudos da língua e da literatura. Este ano, o evento aborda a temática “O que pode essa língua” e pretende pensar o encontro entre cotidiano e literatura, des/reconstruindo os cânones literários com a professora Deborah Simões e praticando a escrita no concurso anual de poesia e a oficina de microcontos que será desenvolvida pelo escritor Thiago Kuerques. O evento é aberto à comunidade.

42492728_10213702556779640_3039937488006152192_n

| Deixe um comentário

Encontro “Pensando a segurança pública e a universidade”

 No último sábado, dia 22 de setembro de 2018, ocorreu no Polo EAD de Nova Friburgo, a transmissão do “Seminário em Segurança Pública”, que aconteceu no período de 17 à 21 de setembro de 2018, na UFF em Niterói.

41222126_1898568070235713_3665787052793790464_n

Imagem 1: Cartaz do evento. Créditos: http://www.ineac.uff.br/index.php/component/k2/itemlist/user/473-claudiosalles

A professora Érika Guimarães Ferreira deu início ao evento fazendo um breve resumo do que seria discutido no vídeo da transmissão e propondo que,após a exibição, fosse realizada uma roda de debates para discutir os pontos principais que foram exemplificados no seminário. O Seminário durou 4 dias e contou com várias atividades. Como o tempo era curto, a professora Érika optou por transmitir a discussão que ocorreu em duas mesas específicas.

foto 7

Imagem 2: Alunos que estavam presentes no encontro. Créditos: Carolina Maciel Mattos.

A primeira transmissão ocorreu no horário de 8:30h e a mesa se referia aos desafios do ensino em segurança pública e social. Os principais assuntos abordados foram os conceitos de ética e moral, bem como as contribuições da antropologia, focando nas questões referentes à segurança pública e às condições de trabalho dos profissionais da área.

foto 8

Imagem 3: Vídeo transmissão do encontro. Créditos: Carolina Maciel Mattos.

A segunda parte do encontro aconteceu às 13:00 horas, onde ocorreu a transmissão da palestra “Os horizontes da pesquisa em Segurança Pública e Social”. A principal abordagem dessa mesa foi aprofundar um pouco mais sobre os cursos de Especialização, Bacharel, Tecnólogo, e a Pós-Graduação em Segurança Pública.

Mais informações sobre o evento você encontrará no link:

https://www.youtube.com/watch?v=E8YIIk2Wy-A&t=30s

https://www.youtube.com/watch?v=GiXYKFb9uYQ&t=5637s

| Deixe um comentário