Roda de conversa sobre musicoterapia.

Dando prosseguimento às atividades do dia 24 de setembro, a graduanda em Enfermagem (UNESA) e em Ciências Biológicas (UERJ) Noelle Cereja, realizou uma roda de conversa sobre musicoterapia.

Noelle discutiu sua experiência no uso da musicoterapia como forma de reabilitação física, mental e social de pessoas com transtornos psiquiátricos e como esse trabalho pode contribuir para a descoberta das diferentes áreas que a música afeta no cérebro.

13h 1.jpg

Início da atividade.

13h 4.jpg

Explicação de como a musicoterapia influencia nas regiões do cérebro.

13h 6.jpg

Final da palestra

Além disso, de acordo com o site: https://biosom.com.br/blog/bem-estar/o-que-e-musicoterapia-e-quais-sao-os-seus-beneficios/ a musicoterapia também melhora a qualidade de vida e atende as necessidades de crianças e adultos com deficiências ou doenças. Essa atividade é exercida por um profissional legalmente formado em musicoterapia, o musicoterapeuta. E pode ser aplicada para:

• “promover o bem estar
• gerenciar o estresse
• aliviar a dor
• expressar sentimentos
• melhorar a memória
• melhorar a comunicação
• promover a reabilitação física
• melhorar a socialização
• melhorar a qualidade de vida”